mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

Archive for the ‘cadernetinha’ Category

with 2 comments

olha durant toda esta minha caminhada pela bola
que vocês chamam de terra outros de água
ou como carinhosamente já apelidaram
um amigo balofo no colégio

só consegui contrair
UMA certeza

– aprendam
o nome disso
é sabedoria –

e por isso gostaria
de didivi-la passem
para seus filhos

não há
sequer
UM ser

que também caminhe
conosco pela bola
– há quem a diga
achatada –

que não tenha
não teve
ou nunca terá

uma toalha
bordada

é importante
que seus filhos
passem pros deles
esta verdade

mas se não tiverem
filhos netos tudo bem
sempre terão toalhas
bordadas.

Advertisements

Written by bb

May 4, 2011 at 12:57 am

Posted in cadernetinha

Terreno baldio

with 2 comments

::

Prosa e Verso, jornal O Globo [03.07.10], matéria sobre escrita à mão.

Written by bb

July 3, 2010 at 5:31 pm

coloridos sons, colorido sois

with 2 comments

Written by bb

February 25, 2010 at 4:28 pm

with 3 comments

Written by bb

October 19, 2009 at 3:01 pm

FUNABEM FEELINGS

with 11 comments

ike nojo

Tava lembrando outro dia dos álbuns de figurinha que eu tive na infância. Não consigo lembrar de todos, mas lembro dos mais significativos:

1. Chaves: não completei por UMA figurinha. Era muito normal não completar um álbum por uma figurinha. Guardei por muitos anos, e lembro que um dia descobri que meu pai tinha jogado fora. Choro até hoje só de pensar. Mas ainda tenho algumas das figurinhas repetidas que sobraram. E obviamente NÃO vendo.

2. Os Trapalhões: era daqueles álbuns de banca de jornal, em papel vagabundo, que completando determinadas figuras você ganhava prêmios. Me lembro que, ironicamente, só consegui completar a figura do JOGO PARA PREPARAR CAIPIRINHA. Ele era de madeira e durou muito. Meu pai usava em todas as festas lá em casa. Que álbum infantil hoje tem um brinde de JOGO PARA PREPARAR CAIPIRINHA?

3. Cavaleiros do Zoodíaco: completei. Colecionei com o meu pai. Primeiro eu o eduquei a assistir o desenho, fazendo de tudo pra que ele se apaixonasse, e aí depois comprei o álbum. Resultado: ele virou o maníaco das figurinhas, de tanto que gostava do desenho, e trazia MUITAS figurinhas todos os dias. Imagina a EMOSSÃO.

4. Amar é…: minha mãe disse que comprou pra mim, mas quem colecionava era ela. Nunca achei muita graça nesse álbum. Nem ficava feliz quando minha mãe comprava figurinhas. Abandonei e quem terminou de colecionar foi minha tia mais nova. Anos mais tarde acho que ele voltou menos cafona, com cards até fofos.

5. Gang do Lixo: o álbum mais foda do mundo. O chefe da Gang era o Ike Nojo, o pantafaçudo acima, que estampava a capa do álbum. Me lembro que meus pais não quiseram comprar, alegavam que era muito asqueroso. Mas minha avó, que era muito bróder, comprou pra mim escondido.

Foi o álbum que eu mais amei na vida, e eu só conhecia um menino além de mim que tinha. Nunca fomos amigos porque ele era duma série a mais que eu. Ele foi expulso do colégio porque um dia teve um surto psicótico na hora do recreio e começou a berrar e correr e chutar TODOS os cascos de refrigerante que tinham no pátio. No final, com as canelas sangrando, ele olhou pra professora de Estudos Sociais e falou “vou te matar, sua piraaaaaaaaanha!”

Nunca tirei meu álbum da Gang do Lixo de casa porque tinha medo de perder. Mas até hoje não sei que fim deram nele. Há uns anos procurei infos dele nas Interwebs, mas nada achei. Hoje fui procurar de novo e achei outras pessoas que também amavam. Pra quem não lembra, dá pra saber a história do álbum e ver algumas das figurinhas aqui.

Décio Ralo, Jaques Brando, Boy Comida, Meio Punk, Nenem Tranhas, Dante Falante, Carlinhos Careta, Soldo Esgoto, Dida Linda, João Bolachão, Bat-Boca, Al Lixone e cia: saudades.

ALUMBRAMENTO

with 2 comments

com que frequência acontece o novo?/ acontece o novo? acontece?/
com que frequência acontece de novo? acontece de novo? acontece?/

eu sempre oscilei, eu nunca confirmei
minha presença, minha presença, minha presença/

se for pra viajar/ que seja voando/ que seja voando/ que seja/
mas se for pra voar/ que seja a pé/ que seja a pé/ que seja/

eu sempre duvidei, eu nunca precisei/
andar de mão dada, andar de mão dada, andar de mão dada/

sorte dos cavalos que deitam pra comer na sombra/

às vezes calha da escolha não falhar/ escolha não falhar, não falha/
às vezes rola do espaço não se espalhar, não se espalhar, palha/

eu te demoro porque eu quero/ não tenho medo do que eu espero:
andar de mão dada, andar de mão dada, andar de mão dada…

de mão dada, do lettuce, o show mais MEMÓRIA POÉTICA que eu assisti no últimos anos.

Written by bb

August 10, 2009 at 3:44 am

VENTRILOQUIA VENTRICULAR

with 2 comments

De onde sai a voz dessa garota?

Achei no Lu Vluv Luv.

Written by bb

May 21, 2009 at 1:55 pm