mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

Archive for December 2010

with 2 comments

RELÓGIO DE PONTO

Tudo que levamos a sério
torna-se amargo. Assim os jogos,
a poesia, todos os pássaros,
mais do que tudo: todo o amor.

De quando em quando faltaremos
a algum compromisso na Terra,
e atravessaremos os córregos
cheios de areia, após as chuvas.

Se alguma súbita alegria
retardar o nosso regresso,
um inesperado companheiro
marcará o nosso cartão.

Tudo que levamos a sério
torna-se amargo. Assim as faixas
da vitória, a própria vitória,
mais do que tudo: o próprio Céu.

De quando em quando faltaremos
a algum compromisso na Terra,
e lavaremos as pupilas
cegas com o verniz das estrelas.

::

Alberto da Cunha Melo

Written by bb

December 28, 2010 at 3:24 pm

Posted in emossão

guerra dentro

with 2 comments

(…)

– Quer aprender a arte da guerra?

Sem esperar resposta, o velho disse:

– Esteja aqui amanhã, quando a cor da água do rio passar da cor da asa do estorninho para a cor do nenúfar.

O garoto foi pra casa, pensando: amanhã.

(…)

Manhã cedinho, à primeira luz e ao primeiro passarinho, o menino acordou e saiu devagar, todo mundo dormindo.
Lá estava o velho.
Caminhou até a ponte, aproximou-se do homem e disse:
– Estou pronto.
– Você não serve para a arte da guerra.
– O que foi que eu fiz de errado?
– Qual é o seu nome?
– Baita.
– Você não serve para a arte da guerra, Baita. Não te disse para estar aqui na hora em que a cor do rio passa da cor da asa do estorninho para a cor do nenúfar?
– Estorninho, eu sei o que é, meu pai me disse. Mas o que é nenúfar?
– Não interessa. Porém, se você ainda quiser aprender a arte da guerra, esteja aqui amanhã, quando a voz do vento deixar de dizer adeus e começar a dizer venha.

(…)

Paulo Leminski, Guerra dentro da gente. Editora Scipione, 2006

Written by bb

December 13, 2010 at 10:30 pm

Posted in emossão

BALA OITO

with 5 comments

Written by bb

December 13, 2010 at 11:37 am

ISTO É UM TÍSICO

leave a comment »

da entrevista que dei pro BALA em setembro desse ano.

O balinha é uma proposta em formato de insanidade pureza do Pardal, do Arthur e do Franco.

Acompanhei todos os episódios deste lost na Ilha de Hills de Janeth e fiquei feliz de gravar com eles.

Pra sair um pouco do cartão postal, pedi pra gravar em Sanja. E rolou.

Mas, gostaria de deixar registrado que foi o único programa no qual o convidado não bebeu nada.

Eles me deram água.

Se fosse o caso de deserto, acharia um gesto muito belo. Mas como não, GRANDE DESFEITA.

A compensação foi, ao final, uma visita ao bar mais suíno e maravilhoso e antigo de Sanja: o BAR SEM NOME.

Um dia ele já se chamou BAR DA DONA EVA. Quando ela morreu, seu marido assumiu, e virou BAR DO SEU EDSU.

Hoje é o filho que toma conta, então arrisquemos BAR DO FILHO DELES.

Segue o tísico, daqui a uns dias o completude vai ao ar.

Written by bb

December 10, 2010 at 8:02 pm

Posted in cronicidade

with 2 comments

Written by bb

December 9, 2010 at 1:14 am

Posted in duenssa

TEMPERO PARA CARNES

leave a comment »

::

Amanhã vai ser bom.

Infelizmente não poderia participar da leitura, mas mandei, com alegria, uns poemas pro mural.

 

Written by bb

December 8, 2010 at 5:17 pm

Posted in cronicidade

CORONÉIS E JAGUNÇOS

with 5 comments

::

Lanço amanhã na rua da moeda o livro RAPAPÉS E APUPOS, pela editora Moinhos de Vento.

Mas como para todo título de livro sempre há um segundo título, podemos chamar também de CANAPÉS e ABUTRES.

É um livro que gosto muito, com poemas que nunca publiquei.

Mas antes de tudo isso vou comer com muita honra  iogurte com farinha.

Written by bb

December 2, 2010 at 1:19 pm

Posted in clipping, cronicidade