mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

Camamezibanho

with 7 comments

Muita gente já deve ter pensado sobre isso, então vou me unir a esses: acho que o nome mais legal e cruel de móvel é CRIADO-MUDO.

CRIADO-MUDO, um móvel muito oportuno, equilibra tudo que não cabe à cama comportar.

Talvez seu único defeito seja não saber conversar. Ele é uma espécie de mordomo sem língua.

Há quem durma com livros, devotando-se a um copo, pendurado ao celular, enrolado no fio do mp3 player, com uma caneta no pescoço. Mas a esses não me confessaria pois provavelmente não valorizam a posse de criado-mudo.

Ok, apoio por apoio vocês me dizem: APOIADOR, BUFFET, ARCA, BALCÃO. Mas nenhum nome, para objetos de mesmo propósito, é tão bom quanto CRIADO-MUDO.

São curiosos os nomes de alguns móveis se o associarmos a sua utilidade. Comentei com o Heitorzinho sobre a peculiaridade do criado-mudo e ele rebateu “Mas você já parou pra pensar em ESTANTE, um móvel que leva no nome o dom de ESTAR”.

É de pensar.

Comentando com algumas pessoas sobre essas faltas de assunto envolvendo o mobiliário, Lívia me retornou a NAMORADEIRA.

E Leci, um utensílio quase sinônimo, a ROÇADEIRA.

Quem sabe mais algum?

Written by bb

March 29, 2010 at 9:31 pm

7 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. vc pediu...

    March 30, 2010 at 5:34 am

  2. ESCABELO. Banquinho pra apoiar os pés, tipo um pufe baixo. Segundo a Bíblia, o mundo (especialmente Jerusalém) é o escabelo de Deus.
    Arca oratória. Aquela que tem uma portinha ou nicho no meio pra pôr santo, Bíblia etc. http://img.mercadolivre.com.br/jm/img?s=MLB&f=96980077_2096.jpg&v=E
    E “sala de estar”? Em inglês: “drawing room”, de “withdrawing room”. http://en.wikipedia.org/wiki/Drawing_room
    Pior de todas as perversões atuais: sala de TV.

    Simone

    March 30, 2010 at 3:09 pm

  3. aproveitando o comentário anterior: pufe, o móvel que é uma onomatopeia… e escrivaninha, que, se você ficar repetindo, repetindo, repetindo, passa de móvel pra nome próprio no diminutivo acrescentado de uma espécie de título honorífico – só concedido às vânias mais merecedoras e cheias de ombridade.

    Bruno de Abreu

    March 31, 2010 at 3:28 am

  4. hahahahahahah pode crer, bruno!
    pufe é genial.
    e sobre a escrivaninha nunca
    tinha notado… foda!

    simonal, macia como os cabelo de deus!
    crie pra tu, pode usar

    bb

    March 31, 2010 at 3:36 pm

  5. e a penteadeira da vovó?

    lorena martins

    March 31, 2010 at 6:17 pm

  6. HAHAHAHA AGORA QUE VI A NAMORADEIRA, MAS A ROÇADEIRA É A MELHOR!

    LIVIA

    April 7, 2010 at 10:59 pm

  7. Me intriga um pouco o “divã”.
    É como o verbo e a forma à que ele se destina estivessem contidos:

    divagar + vão = divã

    Não sei se um psicólogo concordaria com minha divagação…

    Luiz Filipe Barcelos

    April 25, 2010 at 1:48 pm


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: