mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

Morte do autor

with 5 comments

(…)

Ah, mas eu acho ótimo fasilficar tudo e ninguém mais saber o que é verdadeiro, o que é falso. E aquilo que você compraria por 10 mil dólares você compra por 50 reais naquele africano que tá com aqueles cobertores no chão em todos os lugares do mundo vendendo. E você compra e ninguém sabe de mais nada. Eu acho ótimo pra acabar com essa história desse absurdo de bolsas de 10 mil, 15 mil dólares porque é da grife tal. Eu adoro. Eu só uso bolsa falsa.


Mas eu espero que essa fase do mundo passe. E que eu esteja viva pra ver outro mundo que não seja esse que a gente tá vivendo agora com essas coisas grifadas que todo mundo compra porque é Philippe Starck e etc etc etc, que eu não vou citar todos porque não precisa.

(…)

Written by bb

November 28, 2009 at 10:49 pm

5 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. “não é fácil, não”

    lrp

    November 29, 2009 at 12:35 am

  2. Oi, me desculpe pelo comentário no post anterior, com apenas um link, aparentemente de fonte duvidosa. Apesar da maneira como foi deixado, era um link seguro, para a imagem de Mãos Desenhando, de M. C. Escher; achei que dialogava com o soneto. Deixarei aqui um outro link para um pequeno texto de uma filosofa brasileira, a Olgaria Matos, sobre direitos autorais e pirataria. Embora com foco no universo do dvd, acho que produz questões interessantes se confrontado com as idéias destacadas do video da Danuza, pois, embora bolsas e dvds sejam objetos diferentes, com diferentes espectros que lhes rondam, participam ainda de uma mesma dinâmica mercadológica, as primeiras praticamente definidas como objetos de consumo, sem grandes margens para outra posição dentro do espaço que ocupam – e há de se pensar no fato de que há mulheres, pouquíssimas, mas que existem, capazes de pagar 200 mil dólares em uma bolsa – enquanto os dvds, ligados ao cinema, apesar de também produtos, trazem ainda um feixe artístico. O texto dá uma pincelada na idéia de democratização da cultura a partir de Walter Benjamin. Eis o link:
    http://bulevoador.haaan.com/2009/10/27/direitos-autorais/

    Thiago

    November 29, 2009 at 1:02 am

  3. musa mór. maravilha.

    letuce

    November 30, 2009 at 5:50 pm

  4. “Todo mundo” compra essa bolsa do fulano que custa uma fábula? Ninguém que eu conheço tem dinheiro para comprar uma bolsa nesse preço. Quem sabe a Danusa não anda meio mal-acompanhada…

    Paulo Moreira

    November 30, 2009 at 6:45 pm

  5. Porra, Bruna… é tão verdadeira que parece de mentira.
    Beijo

    Peterso

    December 12, 2009 at 8:17 pm


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: