mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

LENTE DA VERDADE

with one comment

Hoje me perguntaram “você já pensou no futuro do seu livro e dos livros que ainda vai escrever?”

Ora, o futuro é muito longe. Eu só quero que meus livros estejam sempre a mão dos apaixonados, ou misturados em tudo que envolva paixão. Isso já é muito amplo – a paixão extrapola o “motivo amoroso” – e muito ambicioso.

Mas é o que desejo. É por isso que eu escrevo, por prazer, por paixão. Quero que as pessoas se divirtam com os poemas e que voltem a eles sempre que se desapaixonarem, que se reapaixonarem, ou quando pintar uma nova paixão.

Então é isso que eu quero pro meus livros – movimento – toda e qualquer paixão é um movimento, um pequena revolução. A maior alegria foi quando um amigo me disse “Eu e Antonia lemos seu livro juntos, em voz alta, namorando”.

É isso. Já valeu.

Written by bb

August 6, 2008 at 3:05 am

One Response

Subscribe to comments with RSS.

  1. você só tem que escrever, né.
    como vão ler não se sabe (mas evidentemente isso não é moralizante, nem parece, mas falo só para garantir, porque é meio clichê e muitas coisas moralizantes são clichês. enfim, não é isso, bem longe de mim).

    mas talvez porque o que você escreve pode chamar isso.
    pode pedir (ou merecer) movimento. e por isso mesmo pode dar certo, por ser o que se quer sem precisar fazer mais do que colocar o querer em como fazer.

    joao grando

    August 12, 2008 at 1:52 pm


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: