mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

O Super Banana

with 2 comments

Agora o Zé (Serra) da Feira inventou que a banana deve ser vendida por peso e não por dúzia, alegando que por dúzia o feirante lucra menos:

“Eu já vendi fruta na vida e era por unidade, mas dependia do tamanho. No caso da banana, há muita heterogeneidade. Você vai pagar segundo o volume, o peso da banana que está comprando”.

Lou Reed simbolizou a heterogeneidade da banana no passado, quando a vendeu por unidade na capa do Velvet Underground and Nico.

Já a Tropicália via a banana em seu aspecto homogêneo. No seu todo, o Brasil era uma banana, fato que, paradoxalmente, vendeu o Brasil (ou a banana) por sua singularidade.

Embora a banana dê igual xhuxhu na Serra (opa) em todo o mundo, nossa banana é diferente. E por isso eu sempre votei no Macaco Tião todas as vezes que ele se candidatou lá no Rio.

E a Josephine Baker, será que comprou as bananas de sua saia por peso ou por dúzia?

Lembrancinha da Martinica pra você, zé!

Written by bb

July 30, 2008 at 12:43 pm

2 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. Adorei o azedinho-doce, Bruna. Ao Zé, realmente, de tão ridículo, sem comentários. Grande abraço

    Guto Leite

    July 31, 2008 at 11:45 am

  2. as de pijama não arrumam namoradas.

    leandro

    July 31, 2008 at 4:57 pm


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: