mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

Moitará na Vermelho

leave a comment »

O Moitará constitui a única ocasião em que tribos diferentes acampam no mesmo local. É um ritual de troca de artefatos ligados à especialização manufatureira de cada grupo, realizado entre os índios do Parque Indígena do Xingu, no Mato Grosso. Assim como o Kula, na Melanésia, etnografado por Malinowsky em Os Argonautas do Pacíficio Ocidental, os atos da troca nesses acontecimentos não se limitam ao índice comercial: cada tribo, consciente de sua individualidade e seu valor enquanto etnia coloca seus objetos à circulação.

Tais ações contribuem efetivamente para a valorização de cada cultura em particular e para a manutenção dos valores básicos comuns a todas as tribos, garantindo relações pacíficas e cíclicas entre as diferentes identidades culturais.

Juntando a possibilidade rizomática que a VERBO cria na Galeria Vermelho, o GrupoUm e o Opavivará! projetaram um Moitará. Desenharam uma tiragem de 900 moedas numeradas para serem trocadas e, a partir daí, instaurarem uma dinâmica social atípica. Cada moeda será trocada por um outro objeto, ação, sensação, alimentação, o que seja. Toda troca é catalogada no blog, a título documental e remissivo, formando uma rede de trocas.

Para o grupo, possibilita-se a constituição de um acervo de trocas. Para o espectator fica a administração pulverizada deste objeto. Durante a semana da VERBO, estaremos dentro da galeria quando noite e fora quando dia performando. O projeto continuará circulando, após o encerramento da mostra de performances

A inserção de uma moeda sem lastro abre o campo da negociação ideológica: a valorização e o poder de troca não são pré-determinados por um mercado, mas sim pelos integrantes do grupo e os participantes / espectadores da mostra VERBO. A desespecialização do discurso artístico é fundamental para a clareza do tom de negociação, afinal o grupo cria a possibilidade de o artista renegociar o poder curatorial, crítico e institucional do seu próprio trabalho.

::

Texto e convite da itinerância do OPÁVIVARA + Grupo UM (RJ), do qual meu amigo, poeta e 7noivo, Sundays Guimaraens, faz parte.

Aparece na Vermelho até sexta, dentro da mostra VERBO, pra fazer uma troquinha com ele e os propostas amigos dele.

Alguns estão a paisana, mas o Domingos, favelado e flanelinha que é, tá com os colares pendurados no pescoço. Não tem erro.

Eu já fiz a minha. E quero ver, futuramente, todas essas trocas realizadas pelo Brasil virando uma exposição. Ou um livro.

::

EXPOSIÇÃO:: VERBO 2008
PERFORMANCES:: DE 15 DE JULHO A 18 DE JULHO DE 2008, DAS 20 ÀS 22H30, 19 DE JULHO DAS 11 ÀS 20H
EXPOSIÇÃO:: DE 15 DE JULHO A 09 DE AGOSTO DE 2008. Terças a sextas das 10 às 19 e sábados das 11 às 17h.
ENTRADA GRATUITA
HORÁRIOS E INFORMAÇÕES::
www.agenciaverbo.com e www.galeriavermelho.com.br

Written by bb

July 16, 2008 at 1:34 pm

Posted in cronicidade, propostas

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: