mídias virgens & condessa buffet

nuvenzinha, somatório de vigores, sementério de notícias, melancoriza e dengo

é de comer com coentro

with 2 comments

Em uma cultura falsamente ressuscitada, as relações com o passado espiritual estão envenenadas. O amor ao passado associa-se de muitas maneiras ao rancor contra o presente, à crença na posse de uma herança que se perde tão logo se supõe segura, e ao conforto na familiaridade da tradição, sob cujo signo esperam fugir do horror todos aqueles que, por cumplicidade, ajudaram a prepará-lo. A alternativa a tudo isso pode soar incisiva: o gesto que diz “não dá mais”. A alergia contra a falsa felicidade dessa segurança também se apodera, zelosamente, dos sonhos da verdadeira felicidade, e a crescente sensibilidade contra o sentimentalismo concentra-se no ponto abstrato do mero “agora”, diante do qual o que uma vez existiu vale tanto como se jamais houvesse existido. Experiência seria justamente a unidade entre tradição e anseio pelo desconhecido. Mas a própria possibilidade da experiência está ameaçada.

AdornoNoten zur Literatur, Frankfurt, 1974

Written by bb

April 5, 2008 at 4:27 am

Posted in papod elevador

2 Responses

Subscribe to comments with RSS.

  1. “Experiência seria justamente a unidade entre tradição e anseio pelo desconhecido.”
    Isso vale pra tudo, né. Curti. ;)

    luiza

    April 7, 2008 at 6:59 pm

  2. vale! relação X tradição : )

    bb

    April 7, 2008 at 7:24 pm


Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s

%d bloggers like this: